• Mestre Arq.Urb Augusto Fonseca

Arch Hoje: Arch Inspirações e Energia- Cores nas cidades


Tudo certo pessoal??

Vemos hoje que um dos grandes problemas das grandes cidades é a monocromatização, para qualquer lado que olhamos o cinza do concreto está presente, e em muitos lugares deixando a região com aspecto sem vida e chato.

Muitos estudos comprovam que as cores nos fazem ter reações diferentes ao ambiente em que nos encontramos. Essas reações estimulam nosso cérebro, e por isso em algumas situações nos sentimos tão cansados ou irritados andando pela cidade.

Mas isso não é um problema tão difícil de se resolver, e muitos lugares abrigam as cores de uma forma equilibrada e harmoniosa, trazendo aos visitantes uma sensação de conforto e alegria. As cores não precisam ser necessariamente chamativas, tons mais sóbrios, porém misturados mantendo, mantém o efeito em contraste com o cinza predominante.

É um bom exemplo disso a Little India, um bairro asiático em Cingapura, que utiliza as fachadas como palco para as protagonistas da matéria de hoje, as cores. As origens do local remontam ao período de domínio colonial inglês em grande parte da Ásia. A região, que é formada por prisioneiros vindos da Índia, chama a atenção pela profusão de cores em suas construções.

Little India mostra, por exemplo, que a alegria das cores não precisa ficar restrita às paredes. janelas, portas, grades também podem fazer parte da valorização do local. Até pintar o aparelho de ar condicionado com a mesma cor da fachada, ajuda a disfarçar esta que é uma das peças mais feias, nas modernas cidades, mundo afora.

Outro lugar que também chama atenção e está pertinho de nós é o Pelourinho, um bairro de Salvador, que possui um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

O Bo-Kaap é uma área de Cape Town, África do Sul anteriormente conhecido como o bairro malaio. Ele é um ex-município, e é um centro histórico na Cidade do Cabo. Bo-Kaap é tradicionalmente uma área multicultural, conhecida por suas casas coloridas e pedras lapidadas nas ruas.

La Boca é um bairro da cidade Buenos Aires, na Argentina, que por sua localização próxima ao porto, foi habitada por muitos estrangeiros que chegavam pelo porto para trabalhar. O Caminito tem uma característica peculiar: as casas são construídas com tábuas de madeira, placas e telhas de metal e pintados com muitas cores. Isso porque, quando os estrangeiros - principalmente espanhóis e italianos - construíam suas casas, usavas as tintas que sobravam dos navios do porto para pintá-las.

A Santa Marta é uma favela localizada no Morro Dona Marta, entre os bairros de Laranjeiras e Botafogo, na cidade do Rio de Janeiro, no Brasil. A dupla de artistas Haas & Hahn tem um projeto, Favela Painting. Com a ajuda de habilidosos locais, essas vizinhanças, que já foram decrépitas um dia, ganham um novo sopro de vida graças a apenas um mural ou uma rua inteira transformada com uma radiante explosão de cores.

Dá pra notar a diferença entre essas imagens e as monótonas paisagens que convivemos todos os dias não é mesmo?! Arch Hoje fica por aqui deixando um pouco de cor pra vocês! Até a próxima!

Equipe Arch Search.


 

 

 

 

Arch Search é uma empresa completamente educacional e todo conteúdo em nossas plataformas possuem Copyright © 2020 - Arch Search - Arquitetura Educacional - Todos os direitos reservados.

Os seguintes segmentos vistos em nossas plataformas tais como: • archsearchapp.com.br • Arch Search Academy • Canal Arch Search Tv - Broadcasting Architecture • Editora Arch Search • Perfis de nossas redes sociais fazem parte e são marcas registradas Copyright © da Empresa Arch Search Arquitetura Educacional.