• Mestre Arq.Urb Augusto Fonseca

Arch Hoje: Arch Projetos - Colégio Liceu Pasteur


Fala galera tranquilo??

Hoje vou falar um pouco da historia desse colégio em São Paulo que desde 1920 exibe sua arquitetura clássica e foi um dos grandes colaborados para o crescimento do bairro da Vila Mariana, o Colégio Liceu Pasteur.

No início do Século XX, a França atraía muitos brasileiros, que iam para lá atrás de estudos ou de sua intensa vida cultural. São Paulo começava a experimentar um grande crescimento, graças aos recursos provenientes da cafeicultura.

Em 1908, o renomado médico e psicólogo francês Georges Dumas veio em missão cultural e estabeleceu, junto com Charles Richet, os primeiros contatos para criar aqui um liceu franco-brasileiro.

Entre seus nomes na realização do feito, estavam grandes expressões da cultura paulista e brasileira, entre eles Ramos de Azevedo, Júlio Mesquita e João Alves de Lima. A explosão da I Guerra Mundial adiou a nova escola por alguns anos, mas no dia 17 de maio de 1923, foi criado oficialmente o Lyceu Franco-Brasileiro "S. Paulo".


A escola fica próxima ao Metrô Santa Cruz, ocupando quase um quartelrao, com seus domínios tomando a metade da rua Mairinque, estendendo-se por um quarteirão

na rua Diogo de Faria e meio quarteirão da Coronel Lisboa. Era um terreno de propriedade de Ramos de Azevedo que, inclusive, foi o responsável pela construção e elaboração do projeto arquitetônico da obra.

Por força de legislação federal de 1938, o estabelecimento recebeu o nome de Liceu Pasteur em 1941, o colégio foi como já dito, é uma das catapultas para o bairro da Vila Mariana, por ser um colégio novo em seu método de ensino, sua arquitetura é algo imponente e que chama atenção até os dias de hoje. Interessante lembrar que nessa época não haviam muros ao redor do colégio, existindo apenas pinheiros, ciprestes e vários outros tipos de árvores.

Infelizmente, da década de 50 o colégio passou por um acidente, um incêndio destruiu o teatro que estava em construção. O resultado desse episódio causou problemas financeiros para a instituição que somente em 1958 conseguiu quitar suas dívidas.


Mas isso não impediu que a escola tivesse destaques entre uma das mais tradicionais da metrópole, principalmente por ter o Francês em sua grade curricular. Outros diferenciais da escola também é o fato de terem outros tipos de aulas e atividades como por exemplo, culinária francesa.


Para saberem mais, acessem o site oficial clicando aqui


Arch Search.